Escolha uma Página

A varejista e escultural Nova Petrópolis

Nova Petrópolis foi fundada após o término da Revolução Farroupilha, quando o Império retomou a colonização do sul do País. Hoje é considerado o corredor de compras das Serras Gaúchas

Luciano Palumbo
@Turismoetc

A pequena e charmosa Nova Petrópolis – há apenas 35 quilômetros de Gramado -, reserva atrações incríveis para todos os turistas. A região conta com uma forte veia para o varejo, com inúmeras galerias e lojas de calçados e bolsas em couro, além de uma gastronomia diferenciada, arquitetura colonial e uma série de atrativos históricos, naturais e culturais.

Carinhosamente chamada como “O Jardim da Serra Gaúcha”, a cidade de Nova Petrópolis se destaca pelos lindos jardins floridos o ano todo. A cidade é indispensável para quem busca conhecer toda a cultura alemã impressa na arquitetura e tradição da Região das Hortênsias.

Labirinto Verde de Nova Petrópolis - Luciano Palumbo TurismoETC

Labirinto Verde de Nova Petrópolis – Luciano Palumbo TurismoETC

Um dos pontos mais emocionantes do passeio é a visita ao Parque Esculturas Pedras do Silêncio, onde é possível conhecer a história dos imigrantes recontadas por meio de esculturas incríveis feitas pelos artistas plásticos Cristovão Hullen, Rogério Bertoldo e Rodrigo de Azevedo. Em mais de 80 esculturas em arenito, o parque conta o roteiro histórico e cultural vivido pelos imigrantes que construíram as colônias germânicas nas Serras Gaúchas.

Escultura que representa o trabalho do Oleiro - Luciano Palumbo TurismoEtc

Escultura que representa o trabalho do Oleiro – Luciano Palumbo TurismoEtc

Tudo ali está ligado à história local. Na Linha Imperial, é possível contemplar a arquitetura do local, berço do cooperativismo rural e do desenvolvimento econômico de Nova Petrópolis. Além disso, uma visita indispensável por lá é a Aldeia do Imigrante – local onde é possível ver o resgate de toda a história da chegada dos imigrantes alemães. Apreciar e brincar no Labirinto Verde e na Praça das Flores.

Na praça também há um Chimarródromo. Sim, é isso mesmo! A comodidade é comum em cidades gaúchas. O local é um tipo de quiosque, onde as pessoas sentam com suas garrafas térmicas cheias de água quente, cuias com o mate e tomam chimarrão.  Lá também há tomadas para carregar os celulares.

Pouco mais adiante, mas ainda bem no centro da cidade, o varejo impera em lojas e vitrines repletas de opções de roupas e calçados. Há ainda um pequeno shopping com cinema e fast food. E ainda há espaço para lojas de produtos típicos da região, como queijos e vinhos, malhas, couros e, claro, o famoso e delicioso Chocolate Lugano.

O parque das pedras e uma atracao incrivel para as familias - Luciano Palumbo TurismoEtc

O parque das pedras e uma atração incrível para as famílias – Luciano Palumbo TurismoEtc

Comer também não é uma tarefa fácil por lá. Há inúmeras opções turísticas ou “locais” bem fáceis de escolher. Tudo ali é muito caseirinho e com gosto de comida de vó. Entre os destaques, o Mr. do Galeto, que tem uma sequência de massas e galetos muito interessante e servidos com polenta frita, bolinho de aipim, salada de almeirão com bacon e maionese.

Outro restaurante muito apreciado na cidade é o Café Kell, localizado em frente à Praça da República. Lá são servidos pratos a La Carte ou no buffet a quilo. Para os amantes das pizzas, a indicação é o Restrôbar Tulipa. Por lá são servidos além de pizzas, lanches, sopas, panquecas e vários outros pratos.  Vale muito o passeio.

Luciano Palumbo é jornalista e fundador do TurismoEtc

Compartilhe com seus amigos: